:::Selecionar menu>>>>
 

 
Indo ao ginecologista pela 1º vez

Você já ouviu falar que precisa fazer sua primeira visita ao ginecologista quando estiver entre seus 13 e 15 anos de idade e esse momento já chegou. Para ser sincera, você deve estar com um pouco de medo. Você não está sozinha. A maioria de nós fica um pouco apreensiva com essa nova coisa de mulher, mas você precisa ter isso em mente: um ginecologista se especializa no cuidado do corpo das mulheres, e eles o fazem todos os dias. Esse é um bom momento para você tirar suas dúvidas sobre assuntos relacionados com os seus seios, genitais, menstruação ou qualquer outra coisa. Então relaxe… e veja o que você pode esperar.

Seu Primeiro Exame Ginecológico.
O exame ginecológico é um tipo especial de exame onde o ginecologista examina seus órgãos internos pela abertura de sua vagina. Se você está tendo - ou já teve - relações sexuais, é de vital importância fazer o exame ginecológico, pois o ato sexual lhe expõe a mais de 30 doenças sexualmente transmitidas (DST). Muitas são infecções "silenciosas", o que significa que não têm sintomas que indicam que algo está errado. Algumas DST são irritações apenas, outras aumentam suas chances de adquirir câncer ou causar esterilidade, e algumas, tais como a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (SIDA, ou mais comumente conhecida como AIDS), podem causar a morte. Um tratamento precoce feito pelo seu ginecologista pode curar várias DST e diminuir o impacto de outras.

Antes da visita...
Você precisa escolher o seu ginecologista. Eis como:

  1. Decida se você se sentirá mais a vontade com um médico ou uma médica. Essa é uma escolha muito pessoal; pode ter certeza de que ambos são igualmente competentes.
  2. Peça conselhos. Sua mãe provavelmente vai ao ginecologista com quem ela se sente à vontade. Você também pode perguntar para uma amiga, outras parentes, ambulatório médico da sua escola ou posto de saúde do seu bairro.
  3. Junte informações. Como qualquer médico, o ginecologista vai querer saber de seu histórico médico para poder oferecer um cuidado adequado. Às vezes, quando estamos nervosas, tendemos a esquecer até aquelas coisas que sabemos muito bem. Pode ser útil anotar algumas coisas com antecedência.
    · Histórico médico familiar. Se você não sabe se em sua família existe a tendência de haver doenças do coração, câncer de mama ou outras doenças, pergunte a seus parentes.
    · Seu próprio histórico médico. Inclua operações feitas, doenças e alergias.
    · Sintoma. Se você está fazendo a visita ao médico por causa de um problema, não esqueça de anotar quando esses sintomas começaram, e tente descrevê-los da maneira mais detalhada possível
    · Detalhes sobre sua menstruação. Se você já começou a menstruar, esteja preparada para contar ao médico quando você teve sua última, quanto tempo ela geralmente demora, e com quantos anos você começou a menstruar. Se você ainda não começou a menstruar, o médico vai querer saber com quantos anos sua mãe ou sua irmã tiveram sua primeira menstruação.
  4. Marque a consulta. Tente marcar sua consulta para quando você não estiver menstruada.
    No consultório do ginecologista…
    ·
    Fale a verdade. Quando o médico lhe fizer perguntas pessoais, diga a verdade. Se você é sexualmente ativa e ele(a) não tocar no assunto, puxe o assunto. Você terá que ser examinada para saber se há alguma DST.

O que acontece num exame ginecológico?
Sua primeira visita não significa necessariamente um exame ginecológico. Se isso acontecer, as duas coisas mais importantes para você lembrar são:

1. Não vai doer (você pode sentir alguma pressão, mas não dor).
2. Só demora de 5 a 10 minutos.

O que acontece é o seguinte.
Primeiro lhe pedirão para tirar toda a roupa, inclusive a sua calcinha, e depois colocar um avental com uma abertura na frente. O ginecologista pode começar a examiná-la da mesma forma que um médico comum o faz, tal como medindo sua altura, seu peso e vendo sua pressão. Depois ele, ou ela, irá examinar seus seios e abdômen para ver se não há nenhum caroço estranho, e depois pedirá para você deitar na mesa e afastar suas pernas colocando seus pés em dois suportes. Você pode se sentir um pouco desconfortável e envergonhada, mas o exame não deverá doer. Se doer, fale que está doendo. A dor pode indicar algum problema. O médico irá examinar sua genitália externa: vulva, clitóris e abertura vaginal. Depois ele, ou ela, irá inserir dentro de sua vagina um instrumento especial lubrificado, chamado de espéculo. Esse instrumento afasta as paredes de sua vagina para que o médico possa enxergar dentro de você.

O médico então irá tocar o colo do seu útero com um cotonete especial para tirar umas células do seu útero, que serão examinadas para garantir que não existe nenhum sinal de câncer do útero. Esta coleta é chamada de Papanicolaou. Em seguida, o médico irá inserir alguns dedos lubrificados em sua vagina e pressionar seu abdômen com a outra mão para sentir seus ovários e útero. Ele, ou ela, poderá também inserir um dedo em seu reto e outro em sua vagina para examinar essa área. E pronto! O exame acabou.Agora você pode se vestir.

Uma vez vestida, seu médico irá falar sobre o exame e pedirá para você retornar no próximo ano para fazer o Papanicolaou novamente.

Depois da consulta…

  • Telefone fazendo perguntas. Você esqueceu-se de fazer algumas perguntas de sua lista? Você, de repente, se deu conta de que não entendeu alguma coisa que o médico disse ou gostaria de mais informações sobre o assunto? Ligue para seu médico.
  • Avalie seu médico. Seu médico realmente ouviu o que você falou e respondeu às suas perguntas com palavras que você entende? Ele, ou ela, a tratou com respeito? Existem muitos ginecologistas por aí e não há nenhum motivo para você continuar visitando um que não a deixe à vontade.